sexta-feira, 19 de março de 2010

Soneto de Casa da Alma

Mãe, desculpa dizer agora
Mas tenho medo de seguir
E como ja estou em casa
Vou mesmo dormir por aqui

A Noite me pegou de jeito
E no estado que estou
Prefiro reparar no peito
O pouco que me sobrou

Não te preocupa comigo
Dorme, que estou tranquilo
Me sinto querido com a Lua

Não chora Mãe, a culpa não é tua
Tua casa , é casa do meu corpo
Mas a casa da minha alma, é a Rua

6 comentários:

Marcus Vasconcelos disse...

Muito bom, criatividade 10 a sua.

Parabens e sucesso!

www.blogdomarcolinoo.blogspot.com

Renan disse...

cara, tu é gênio haha
muito bom! ta mandando muito!

Aldenir Ferreira disse...

Gostei deste seu estilo! =)

http://aldenirferreira.blogspot.com/

AMÉRICO, Tassyane disse...

"Não te preocupa comigo
Dorme, que estou tranquilo
Me sinto querido com a Lua"

Me sinto querida com a Lua!
Bom demais!

putzgrila! disse...

"Mas a casa da minha alma, é a Rua"

tá lá no putz grila!

Inácio Mariz disse...

Eu gostei do que vi/li.

Postar um comentário